Não sei porque…

Com certa freqüência atendo pessoas que sofrem com perguntas impossíveis de serem respondidas. São dilemas da vida… o porque de mortes, de doenças, de fracassos… indagações que tiram o sono, a calma, a paz. Chego a pensar que o sofrimento da alma humana, na maioria dos casos, acontece mais pela incompreensão, pela falta de esclarecimento, do que pelo caso, propriamente.

Não são poucos/as os/as que dizem: eu tenho perguntado a Deus porque me aconteceu isso… mas Ele não explica! Como se Deus devesse explicações daquilo que faz ou permite!

E existem muitos/as que ficam tirando conclusões, encontrando respostas, explicações para o inexplicável… não é incomum vermos os/as que se utilizam de textos, visões e argumentos para “explicar” os porquês de Deus! Como isto é perigoso!

O fato é que não sabemos aceitar com paciência a maioria dos acontecimentos de nossas vidas, especialmente se isto não representar em algo bom… e pior, não queremos “ficar por fora”, sem saber a fundo a lógica das coisas… como se nos coubesse saber tudo… elucidar tudo… como se Deus nos desse esse poder!

O “Não saber o porque” nos entristece… isto nos faz lembrar que somos pequenos/as e limitados/as!

Penso que seja a partir dessa reflexão que o Rev. Justus Henry Nelson compôs o hino 388 do Hinário Evangélico que tem como título “A Certeza do Crente”.

Curioso é notar a colocação das estrofes em contrapartida ao estribilho… todas elas tratam de um “não sei” … desses que a gente encontra em nosso dia a dia que é surpreendido por um “mas eu sei” do coro.

A disposição desses versos nos levam a uma reflexão profunda com duas direções… uma delas é que eles nos mostram que não é nenhum pecado “não saber”… existem questões próprias da vida que não precisamos, de fato, saber nem resolver… certas situações não são para ser explicadas, aliás, o tempo pode ser um grande professor capaz de nos fazer entender assuntos complexos!

Outro tema que se esconde na poesia é que certas coisas devem realmente nos preocupar, são importantes para nos prender, nos fazer pensar… especialmente se “sabemos em quem temos crido”… se cremos que “Ele é poderoso para guardar nossa vida”.

Num tempo onde a ciência, o saber, “fazem a cabeça”, torna-se bastante desafiante ouvir que nem tudo está ao alcance de nossa compreensão, que nem tudo pode ser explicável, visível, interpretável!

Quem sabe esta mensagem não seja o remédio para a ansiedade tão evidente em nossos dias… tendo a clara consciência de que precisamos estar certos/as de um só fato… que sabemos em Quem temos crido, que Ele é poderoso para nos guardar seguros/as de tudo e todos/as que possam nos ameaçar.

Sábia mensagem do Rev. Justus… preciosa lição pra nós… importante desafio para nossa fé… poder, nos momentos mais complexos reconhecer que, apesar de não haver explicações, respostas, sentidos, lógica para nossas dores, há uma misteriosa certeza capaz de nos garantir paz, alegria e confiança.

Que possamos descansar nessa convicção que acontece apesar das dúvidas, anseios e inseguranças que a vida possa nos trazer.

Que o Deus que é Poderoso para guardar o nosso tesouro nos ajude a crer a viver isto!

Na graça e na paz,

Rev. Nilson.

Anúncios
Published in: on agosto 10, 2007 at 1:56 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://revnilsonjr.wordpress.com/2007/08/10/nao-sei-porque/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: